Tenho um afilhado de 10 anos que mora em BH: Gustavo! Alem de afilhado ele é meu primo, filha da minha prima em primeiro grau! Uma prima muito amada que passei minha infância praticamente toda juntinho dela. Veio a adolescência, juventude, maturidade e continuamos mais do que amigas. Eu a costumo chamar de prima/amiga/irmã!  Quando o Gu nasceu, ela me fez o convite maravilhoso para ser madrinha dele. Que presentão! 
Não nos vemos constantemente, pois moramos longe, mas nos encontramos vez ou outra em férias, ocasiões especiais ou necessárias. 
Em julho deste ano quando fui à BH no Seminário de Mães, levei canetinhas para Gustavo. A prima falou que ele não desenhava muito. Já foi a madrinha incentivar o desenho.
Voltando de lá, tive a ideia de arrumar uma maneira do Gu usar as canetinhas ou de alguma forma se envolver com o desenho. “Inventei desenhos à distância”. Seria assim: Eu e Maria desenhávamos daqui e Gustavo respondia desenhando de lá. Enviávamos via Zap e chegava pra gente assim também.
O desenho seria livre. Algo da imaginação, de algum trabalho, leitura, ou mesmo algum momento nosso e dele. Ele aceitou!

Assim intitulei nossa brincadeira de “Brincando de Desenhar”. Até quando vai durar não sei, mas já fico feliz por ter brincado com ele por esses meses. E é uma delicia brincar com Maria e Gu. Pelo menos um tiquinho vou espalhando o incentivo da arte para mais uma criança!  :)
Abaixo nossos desenhos. Eles começaram como “Desafio”, e pra ficar mais lúdico, mudei para “Brincando de Desenhar “. Muito melhor não é mesmo?

O intuito não é mostrar um excelente desenho. É apenas brincar e incentivar a arte. E já aviso. Sou péssima em criação, mas tenho o enorme prazer em rabiscar.

Desenhos meu (madrinha e da Maria)

Clique na imagem pra ver de pertinho! 

Desenhos do Gustavo (meu afilhado)
Nesses desenhos acima, a irmã Gabriela e a mãe Stael também quiseram participar! Amei!