Entre erros e acertos fazemos de tudo para que nossos filhos cresçam seres humanos amorosos, educados, honestos, íntegros, firmes em suas vontades, lutadores. Só conseguimos isso através das palavras? Não, os exemplos são nossos maiores aliados na hora de ensinar e passar esses valores que julgamos necessários para o desenvolvimento deles.

Vanina Cartaxo, em “Operação Pais Sempre” esclarece de forma simples e leve, essa missão que é toda cercada de amor, paciência, renúncias e renovações todos os dias.

O livro, com o tema abordado em quadrinhos, com ilustrações divertidas e coloridas, puxam a gente à realidade. Uma delícia de ler. Mesmo sendo voltado para os pais, d.Maricota passou na frente e leu com muito gosto.

img_20161227_090300588

Cada vez firmamos mais essa teoria que vivenciamos todos os dias. Não há educação sem diálogo. Se fosse assim, seria uma educação vazia, distante, sem significado algum.

img_20161227_090350399

Por nosso exemplo e por sua sensibilidade, Maria olha de forma terna e com compaixão para as pessoas. Um idoso, uma criança, um artista de rua que ela sempre quer colaborar em seu trabalho.  Criar essa oportunidade ao lado da criança é fundamental.

Em casa, mesmo com as correrias, fazemos questão de almoçarmos juntos à mesa. Ali d.Maricota sempre vivenciou todos os hábitos de uma boa alimentação, além disso, sempre é uma ocasião para conversarmos sobre isso.

img_20161227_090331530

É preciso muito cuidado e tato com as palavras quando nos dirigimos um ao outro e observamos isso fortemente em nossa convivência, tanto para o lado positivo, quanto para o negativo.

img_20161227_090701518

Sentimento de culpa ronda a maternidade desde os primeiros dias de vida dos filhos. Uma palavra mal colocada, um dia de cansaço sem querer brincar, uma exaltação de voz, um Não sem flexibilidade. Tudo culpa o coração de uma mãe…

Desculpar-se com uma criança é digno e certeiro. Abaixar-se aos olhos dos filhos, ser delicado e sincero de coração, traz alívio à alma, traz o discernimento que erramos sim, mas que podemos ser e fazer melhor da próxima vez e mais uma vez traz o exemplo de que todos podem e devem pedir desculpas.

Maria aprendeu e percebe que quando exagera em seus apelos e caprichos, deve pedir desculpas. Traz um desenho, um abraço, um olhar e uma voz mais mansa para se redimir.

img_20161227_090614274

Esquecemos que criança vive em outro mundo – o mundo infantil e lúdico – e muita vezes agimos como adultos, esperando que elas também tenham os mesmos pensamentos e atitudes de gente grande. Uma tolice agir assim. Entrar no seu mundo para aceitá-la e entendê-la traz resultados e compensações nessa caminhada.

Se tratando das birras, o que deu muito certo aqui em casa é a combinação antes de sair.

– Hoje filha, só vamos ir ao supermercado para comprar tal coisa.
– Estamos indo na rua mas não compraremos balão na pracinha.

O que não foi combinado, foi birra na certa!

img_20161227_090552285

É notório. Quando peço à Maria pra arrumar o quarto, ela se direciona praticamente a uma coisa só. Preciso então especificar de forma clara o que se é pra fazer . E ela faz!

img_20161227_090532638

Mas quando faço pedidos demais  – principalmente se for em tom mais impaciente –  gera irritação e resistência.

Novamente direcionar as funções à Senhorinha dá super certo e quando preciso que ela vá a outro cômodo da casa, anoto as obrigações em um bilhetinho.

– Arrumar a mesinha do seu quarto, guardar as roupas espalhadas, catar os brinquedos na casa e levar o copo pra cozinha”.

No final do bilhete um “Obrigada e Mamãe te ama”   :)

img_20161227_090244214

Delicadeza, paciência, ouvidos, amor, empatia. Uma reciclagem de todos os dias.

 

Quem não deseja que seu filho seja doce, tranquilo, amável e ao mesmo tempo firme e forte em seus ideais? Não tem outra receita a não ser a do amor e exemplos todos os dias!

img_20161227_090131903

“Operação Pais Sempre! Uma missão que não pode parar”, nos lembra de detalhes que fazem toda a diferença na educação através de atitudes simples que muitas vezes pelo calor da hora, pela situações que vivemos em meio a tantos conflitos, e pela correria do dia-a-dia, não nos permite ter um olhar diferenciado aos nossos filhos, ter todo o tempo a empatia que eles tanto precisam.

Percebemos que é necessário renovar-se em muitos aspectos e que cuidadosamente em tantos outros estamos no caminho certo, ou o mais sensato.

A missão de um pai e uma mãe é infinda. Como filhos apenas, presenciamos todos os cuidados e  amor que nossos pais nos transmitem, mas somente mais tarde, quando vivenciamos a maternidade e paternidade, é que sentimos de forma real como essa missão se faz a cada segundo que passamos ao lado dos nossos filhos.

E vivenciamos também o velho chavão: “erramos na educação, tentando acertar”.

Mas acertamos muito também. E cada vez que erramos, temos pressa de acertar e corrigir esse erro para os próximos desafios. Cada vez que acertamos, temos mais vontade de fazer melhor.

São muitos os desafios nessa infinda missão. O não, os limites, bem como o colo e amor, fazem parte todos os dias dessa arte deliciosa e cheia de detalhes, a arte de educar.

img_20161227_090049613
Operação Pais Sempre,
Uma missão que não pode parar!

Autora: Vanina Cartaxo
Editora Sinopsys
Páginas: 64