Eu conhecia, mas superficialmente até ler sua biografia.

Steve foi adotado por um casal quando bebê pois seus pais biológicos, ainda muito jovens, não tinham condições financeiras de criá-lo. E foi com seu pai adotivo, especialista em mecânica, que aprendeu muito sobre consertos de máquinas. Paul Jobs, seu pai, passou seu amor por eletrônicos para Steve e montou para ele aos 5 anos uma pequena bancada de trabalho. E esse trabalho se reforçou quando seu vizinho deu a Steve, seu primeiro kit de peças eletrônicas. Ele fez transistores de rádio com ele.

E assim Steve Jobs cresceu, aprendendo com seu pai o capricho das montagens de um aparelho e nunca mais parou de produzir e ter boas ideias. Ainda jovem, na garagem de sua família, abriu sua primeira empresa de computadores pessoais junto com seu amigo Steve Wozniak – a Apple Computers.

Jobs acreditava que assim como carros e aparelhos de televisão, os computadores fariam parte do dia a dia das pessoas. Não tinha medo de arriscar ou errar.

Steve Jobs, casou-se, teve uma filha ainda solteiro com sua namorada Chrisann e três filhos do casamento posteriormente. Ele gostava muito de estar com a família!

Ele teve acensão profissional e várias declínios. Trabalhou muito, teve funcionários e era muito exigente com eles, muitas vezes mostrava uma personalidade desequilibrada. Era incompreendido por querer perfeição e não sabia passar aos funcionários o que queria, chorava por isso e os fazia chorar. Mudou o conceito e a aparência dos computadores pessoais e revolucionou também o mercado lançando telefones celulares e outros produtos que tornaram recordistas de venda no mundo.

Steve Jobs teve uma história inspiradora de persistência com suas ideias, de nunca desistir mesmo passando por várias crises. Era um garoto tímido, mas por dentro da sua timidez tinha uma inquietação que não o fazia parar de buscar sempre mais e assim se tornou o maior ícone da tecnologia do mundo.

Morreu em 05 de outubro de 2011, vítima de um câncer no pâncreas. O mundo todo ficou de luto com a notícia e as lojas da Apple cobertas de recados em papel adesivo, agradecendo a contribuição de Steve por tudo que tinha feito. Como homenagem, as pessoas deixavam maças mordidas no chão.

Uma curiosidade: O nome Apple foi inspirado no gosto de Steve pela fruta: Maçã! As vezes não comia nada além de frutas e achava que a maçã era a melhor fruta de todas, perfeita, como ele queria que seu computador fosse!




Pitaco da Maria: Achei legal o livro e também por ele ter aprendido com o pai sobre mecânica e assim ele evoluiu. Ele teve pensamento positivo e quem tem pensamento positivo sempre se dá bem! :)

 

Você conhece Steve Jobs?
Autoria: Pam Pollack e Meg Belviso
Ilustração:John O’ Brien
Editora: Fundamento
Categoria: Infanto/Juvenil – 8 a 11 anos
Páginas: 80

Encontre “Você conhece Steve Jobs?

na Editora Fundamento clicando Aqui!